O lanche escolar ideal

Segundo a Organização Mundial de Saúde, uma dieta saudável se inicia cedo e passa por 5 pontos:

- amamentar o bebê durante os seis primeiros meses de vida,

- comer alimentos variados,

- ingerir muitos vegetais e frutas,

- moderar na quantidade de gorduras e óleos,  e

- evitar sal e açúcar.
Estes hábitos devem ser desenvolvidos desde a primeira  infância, e se estendendo pelo que seu filho leva na lancheira. 

QUAL O LANCHE INDICADO PARA MEU FILHO LEVAR À ESCOLA?

O lanche escolar é uma refeição intermediária, ou seja, um lanche, que serve para dar energia à criança entre duas refeições principais. O ideal é que ele contenha uma porção de carboidratos, para fornecer energia; uma porção de lácteos, que tem proteínas e cálcio; uma porção de frutas ou legumes, responsáveis pelas vitaminas, minerais e as fibras; e uma bebida, para hidratação.

E O QUE DEVO EVITAR NO LANCHE  ESCOLAR?

Os pães brancos, refrigerantes, salgadinhos, principalmente os fritos, e os confeitos desequilibram a dieta nutricionalmente saudável. Apesar de fornecerem energia, estes alimentos são pobres nutricionalmente falando, além de conter muito sal e gordura. O que a longo   prazo é prejudicial para a saúde do seu filho.

 

É claro que a maioria das crianças prefere abrir a lancheira e encontrar salgadinhos, batatinhas fritas, chocolate e refrigerante. Não precisa proibir o chocolate, por exemplo, é só  saber equilibrar. Combinar com o seu filho, um dia na semana para ele levar um pequeno pedaço do chocolate; ou, melhor ainda, intercalar as semanas; em 1 semana ele leva o chocolate e na outra não.

Nem todas as mães têm o tempo necessário para assar um bolo integral ou de preparar um suco natural para o lanche do filho. Por isso, não se desespere se tiver de recorrer aos industrializados. Hoje, os supermercados oferecem opções razoavelmente saudáveis, basta saber escolhê-las.

No caso dos biscoitos, procure aqueles com as menores quantidades de gordura e de açúcar possíveis. Bolos ou bolachas com recheio e cobertura devem ser evitados, pois geralmente contêm gordura trans. Escolha os sucos de caixinha sem adição de açúcar e lembre-se que achocolatados não são leite, são uma composição feita com soro de leite: prefira aqueles com menos sódio e menos açúcar e garanta que a criança beba leite de verdade em algum outro momento do dia.

Conservação

Não adianta ficar atenta para um cardápio equilibrado se ele não estiver bem conservado. Lancheiras térmicas garantem a conservação por duas a quatro horas, segundo fabricantes.  Já postamos no nosso blog anteriormente como conservar os sucos naturais para o lanche do seu filho; é só acessar e garantir que o suco também se conserve por mais tempo.

 www.cardapiodobebe.com.br/lancheescolar

 

 

Postado em Alimentação Infantil. Bookmark the permalink.

Fechado para comentários.